Caso suspeito de febre do Nilo Ocidental é investigado em Barro Duro no Piaui


Um caso suspeito de febre do Nilo Ocidental está sendo investigado em Barro Duro, município localizado na microrregião do Médio Parnaíba. Trata-se de uma paciente do sexo feminino, uma adolescente de 17 anos de idade, que reside na zona rural do município. As informações são do Canal 121.

O caso não foi confirmado oficialmente pela secretaria de Saúde do município, mas a reportagem do Canal 121 teve acesso a informações que comprovam que uma equipe técnica da Universidade Federal do Piauí (UFPI) estive no município para investigar o caso.

Em Barro Duro, os técnicos da UFPI fizeram o mapeamento da área, colheram amostras em seres humanos e animais para análise em laboratórios fora do Estado.

O vírus da febre do Nilo Ocidental é transmitido por meio da picada de mosquito infectado, geralmente do gênero culex. Os hospedeiros naturais são algumas aves silvestres, que atuam como amplificadoras do vírus e podem ser fontes de infecção para os mosquitos. Também pode infectar humanos, cavalos, primatas e outros mamíferos.

Segundo os órgão de vigilância sanitárias, não há transmissão de pessoa a pessoa.

Sintomas

Cerca de 20 % dos casos, segundo o Ministério da Saúde, desenvolvem os sintomas da febre do Nilo:

- febre aguda de início abrupto, frequentemente acompanhada de mal-estar;

- anorexia;

- náusea;

- vômito;

- dor nos olhos;

- dor de cabeça;

- dor muscular;

-exantema máculo-papular (manchas vermelhas na pele) e linfoadenopatia (nódulo geralmente atrás da orelha).

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.