Denúncia contra o presidente da Faepi esquenta eleição


Esquentou o clima na eleição para diretoria da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Piauí (Faepi), marcada para este sábado (6). Nesta quinta-feira (4), produtores ligados a sindicatos rurais do Cerrado piauiense divulgaram carta em que dizem que o engessamento do processo eleitoral favorece a reeleição do atual presidente da Faepi, o deputado federal Júlio César de Carvalho Lima (PSD). Além disso, denunciam irregularidades nas quais o parlamentar é acusado de envolvimento.
As lideranças sindicais rurais dos municípios de Uruçuí, Bom Jesus e de Baixa Grande do Ribeiro – localizados na região de maior desenvolvimento agrícola do estado –reproduzem no texto uma carta da produtora rural Clélia Marisco. Ela relata os obstáculos existentes no processo eleitoral, que estariam causando prejuízos à oposição e beneficiando Júlio Cesar. O deputado assumiu a presidência da Faepi em 2017, após a morte do então presidente, Carlos Augusto Melo Carneiro da Cunha, o Caú, de quem era vice-presidente.
“O estatuto confere ao presidente [o deputado Júlio Cesar] a prerrogativa de controlar todo o processo eleitoral, mesmo disputando a reeleição e sem se afastar do cargo. Essa situação parece por demais estranha. Segundo as normas estatutárias, o presidente da Federação da Agricultura inicia o processo eleitoral através de portaria, ele próprio escolhe os membros da comissão eleitoral, todos os requerimentos são dirigidos a ele, desde os pedidos de registro de chapa, até aqueles referentes a impugnação de candidatura”, escreve Clélia.
A carta da produtora rural relata ainda que “as contas do presidente e candidato se encontram impugnadas judicialmente”. Clélia relaciona também outras situações em que Júlio César estaria envolvido em supostas irregularidades na gestão de recursos do Senar/PI, além de nepotismo.
A divulgação da carta foi articulada pelo presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Uruçuí, Cledson Evangelista, candidato a presidente da entidade pela chapa de oposição ao parlamentar. Os sindicatos rurais dos municípios de Bom Jesus e de Baixa Grande do Ribeiro apoiaram Cledson na divulgação da “denuncia dos produtores rurais do Piauí.”
Eles alegam que querem resgatar a importância da Faepi para o agro estadual e devolvê-la “aos reais produtores rurais”, impedindo que “um mesmo grupo se perpetue no comando da Faepi e Senar.” Afirmam que a chapa de Júlio César teria pessoas que não seriam produtoras rurais. Ressaltam, ao mesmo temo, que a denúncia relacionada ao Senar reforça a preocupação do ministro da Economia, Paulo Guedes, com a gestão do Sistema S.
AGROemDIA encaminhou e-mail ao gabinete do deputado Júlio César, em Brasília, na noite desta quinta-feira (4),  a fim de ouvi-lo sobre a carta dos três sindicatos rurais do Cerrado piauense. Até o momento, não obtivemos resposta.
Abaixo, a íntegra da carta, enviada na noite desta quinta (4) ao AGROemDIA:
carta pi 00
carta pi 2
carta pí 3

About Geciano Vieira

0 Comments:

Postar um comentário