Em audiência advogados alegam que mulher acusada de matar companheiro com facada agiu em legítima defesa, e justiça concede prisão domiciliar a mulher.

Mural da Vila

A justiça concedeu prisão domiciliar a mulher acusada de matar o seu companheiro com quem vivia há quatro anos com um golpe de faca na noite deste sábado, 06, em Oeiras.

Nesta segunda-feira, 08, durante a audiência de custódia a defesa feita pelos advogados Eduardo Rodrigues e Fleyman Fontes, do escritório Fontes & Coriolano alegou que a acusada agiu em legítima defesa, pois a mesma estava sendo agredida por Francisco Alves.

Alegou ainda que a mulher possui alguns problemas de saúde, como deficiência visual e sofre de problemas mentais e que diante dessas condições, o presídio não teria condições de abrigar a acusada com segurança.

Sobre a questão meritória, o da legítima defesa apresentada pelos advogados, Dr. Fleyman Fontes disse que será debatido em outras fases do processo.

RESUMO DO CASO

O crime aconteceu após uma discussão e Francisco Alves dos Santos, foi atingido com uma facada no tórax no interior de uma residência na Vila Santa Teresa. Francisco Alves morreu ainda no local e a acusada foi presa logo em seguida e conduzida a Delegacia Regional de Oeiras.

Postar um comentário

0 Comentários