Conquista da Libertadores coloca Flamengo em "super Mundial" de 2021

Além de ser coroado campeão da América e de ganhar vaga no Mundial de Clubes 2019, o Flamengo conquistou, com a vitória de hoje sobre River Plate por 2 a 1, uma vaga também para o Mundial de 2021. Chamado informalmente de "super Mundial" da Fifa, a competição que ocorrerá daqui a dois anos será a primeira a contar com 24 clubes em um formato diferente, com mais fases, em junho.

Detalhes do torneio, que acontecerá na China, já estão definidos. Serão 24 equipes, sendo oito representantes europeus e seis sul-americanos. Ásia e África terão três representantes cada, assim como a Concacaf, que abarca América Central, América do Norte e a região do Caribe. Mais um representante virá da Oceania. O torneio passará a acontecer de quatro em quatro anos.

A definição dos critérios de escolha dos representantes cabe às confederações locais. Nos casos de Europa e América do Sul, já há caminhos escolhidos.

No caso da Conmebol, disputarão o "super Mundial" os dois campeões anteriores (2019 e 2020) da Libertadores e da Sul-Americana. Neste cenário, o Flamengo garantiu hoje a vaga. Os dois lugares restantes poderiam ser preenchidos por meio da reedição da Supercopa dos Campeões da Libertadores, com participação de todos os que já venceram o torneio na sua história, mas essa hipótese não agrada à Fifa.

A tendência mais forte, atualmente, é de que as vagas restantes sejam preenchidas pelos vices da Libertadores em 2019 e 2020.Caso isso se confirme, o River Plate também está classificado.

Na Europa, devem se classificar os campeões das quatro edições anteriores da Liga dos Campeões e da Liga Europa. Há alguma resistência ao novo formato do Mundial no Velho Continente: a ideia inicial da Fifa era contar com 12 participantes europeus, mas o número deve ser reduzido e ficar em oito.

About Geciano Vieira