DENÚNCIA: Humilhação e desrespeito aos direitos dos professores continua em Wall Ferraz no Piauí


Para os professores da cidade de Wall Ferraz no Piauí, a prefeitura deixou de ser uma empresa pública para tornar se privada, a humilhação aos professores continuam, dessa vez, são os concursados de 2001, que segundo o edital da época, não há citação de horas, o mesmo não é claro quando se refere as horas dos professores.

No entanto o gestor da época deu uma portaria de lotação e  horas, ou seja, local e horas para os professores, que atualmente vem sendo descumprido pelos gestores seguintes, que usam de ideologia partidária como punição para com a classe, sempre que querem eles retiram as 20 horas dessa categoria, ignorando as leis trabalhistas que não pode haver redução salarial, as leis municipais, e o artigo 37 da constituição federal de 1988 que trás os direitos administrativos, violando pelo menos dois deles: o de impessoalidade e legalidade.

O caso também acontece com os professores do concurso de 2013, precisam se humilhar para a gestão atual, lembrando que a lei trabalhista é claro depois de seis meses o servidor tem vínculo trabalhista com a empresa, mas se fosse pública, a prefeitura de Wall Ferraz é nesse momento uma empresa privada pertencente a uma família, onde o foco é perseguição de servidores, outro caso de descumprimento da lei é com relação aos professores de educação física que não é lotado na área, em resumo, os foras das leis.




About Geciano Vieira

0 Comments:

Postar um comentário