PF deflagra Operação Neoplasia na cidade de Picos Piauí


A Polícia Federal no Piauí, em parceria com a Coordenação Geral de Inteligência Previdenciária e Trabalhista (CGINT), deflagrou nas primeiras horas da manhã desta quarta-feira (06), a “Operação Neoplasia”, com o objetivo de desarticular uma quadrilha especializada em fraudes de exames e laudos médicos para obtenção de benefícios previdenciários no município de Picos.

De acordo com a PF, foram cumpridos nesta manhã três mandados judiciais de busca e apreensão e três de prisão temporária contra acusados de participar de fraudes na previdência, especialmente na obtenção de auxílio-doença. Os mandados foram expedidos pelo Juizo da 1ª Vara Federal de Teresina. Os investigados não tiveram os nomes revelados pela polícia.


Polícia Federal cumpre mandados em Picos

Investigações

A Polícia Federal afirmou que foram identificados 190 benefícios atrelados à organização criminosa investigada, sendo que já foi constatado fraude em 38 deles. As fraudes causaram, até o momento, um prejuízo efetivo ao INSS superior a R$ 230 mil. A pedido da PF, foi determinado o bloqueio judicial das contas bancárias de três dos envolvidos nas fraudes identificadas.

Os investigados poderão responder pelos crimes de organização criminosa (Art. 2º da Lei 12.850/2013), estelionato majorado (Art. 171, § 3º do Código Penal); falsidade ideológica (Art. 299 do Código Penal) e uso de documento falso (Art. 304 do Código Penal).

Neoplasia


O nome Neoplasia decorre do fato dos investigados apresentarem-se na maioria dos casos como portadores de doenças neoplásicas (câncer), falsificando exames e atestados médicos, para fins de recebimento de benefícios previdenciários.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.