Polícia de Oeiras procura por homens acusados de tráficos de drogas que estão foragidos


Após analisar as provas obtidas na busca e apreensão realizada no dia 13 de maio, nas residências de Davi de Sousa e Derival Amorim de Sousa , o Deri, o delegado Juarez Paiva solicitou a prisão preventiva dos dois, sendo foi concedida pelo juiz Rafael Palludo. MURAL DA VILA
De posse do mandado de prisão, a Polícia Civil realizou as diligências com o objetivo de efetuar a prisão dos dois acusados de tráfico de drogas, que não foram localizados e são considerados foragidos.

Na operação realizada semana passada, a polícia encontrou na casa de Davi de Sousa grande quantidade de drogas, arma e produtos usados no preparo da venda de entorpecentes, como sacos de dindim e papel alumínio. Na residência de Derival Amorim nada foi encontrado, contudo no inquérito policial tem provas que os dois agiam em sociedade para pratica do tráfico de drogas.

Na casa de Davi de Sousa foram encontrados: 01 tablete de maconha pesando aproximadamente 586g (quinhentos e oitenta e seis gramas); 31 trouxinhas de maconha prontas para comercialização; 01 revólver calibre 32; 08 munições calibre 32 intactas; 01 caixa com 50 munições calibre 380; 01 caixa com 50 munições calibre 38; 01 munição calibre 38; a quantia de R$ 129,25 (cento e vinte e nove reais e vinte e cinco centavos) fracionada em cédulas de R$ 10,00, R$ 5,00 e R$ 2,00 em moedas de vários valores; 46 sacos plásticos de dindim; 01 rolo de papel alumínio já utilizado; 01 relógio cor marrom, marca STAINLESS STEEL; 01 faca com bainha, medindo aproximadamente uma polegada e meia. Ainda na casa de D.S. foi encontrado um pé de maconha que estava plantado no quintal da residência.


Os dois procurados já respondem a processo por tráfico de drogas. Sendo que D.S. foi preso em 13 de julho de 2019, em sua residência, onde a polícia apreendeu crack e maconha. Ele quando menor, já havia sido apreendido trazendo crack da cidade de Picos para ser comercializado em Oeiras.

A população pode ajudar a Polícia de Oeiras nesta investigação contra crimes, através do aplicativo na internet., em que as denúncias são anônimas, sendo a identidade preservada.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.