Estudante de São João do Piauí é escolhido para representar o Brasil em programa dos EUA


A educação é capaz de mudar o curso da história, por mais adversa que ela seja. É o caso do estudante piauiense Allan Lira. Nascido no interior de São João do Piauí, ele enfrentou as maiores dificuldades para conseguir estudar. Desde cedo, Allan compreendeu que para mudar de vida e romper o ciclo de pobreza do lugar onde vivia precisaria estudar muito. Não havia escola perto de casa e, como tantos outros estudantes do interior, ele subia em um caminhão pau-de-arara diariamente para ir até o colégio mais próximo.

O pai é um agricultor analfabeto. Allan entendeu que precisaria ir mais longe e não mediu esforços para prosseguir nos estudos. O aluno de escola pública conseguiu uma bolsa do ProUni e hoje cursa Direito em Teresina. Com um olhar voltado para a realidade que o cerca, tornou-se voluntário do Fundo das Nações Unidas para a Infância

Agora, o jovem piauiense dá um salto mais alto. Ele acaba de ser selecionado para representar o Brasil na Academia de Liderança da América Latina, em Medellín, na Colômbia. Este é um programa criado por norte-americanos que reúne jovens líderes representantes de diversos países da América Latina e é uma espécie de passaporte para quem sonha com uma vaga nas melhores universidades dos EUA, como a de Harvard. Antes, Allan já havia representado o Piauí em um encontro de líderes jovens dessa mesma organização, sediado em São Paulo.

O menino de São João do Piauí nunca se conformou com o determinismo esperado aos que nascem no seio de uma família pobre no sertão piauiense. “As pessoas sempre tentaram me dizer qual era o meu lugar na sociedade, que eu só estudaria até o fundamental.” Determinado, planejou seu caminho trilhado no bem que é universal e eterno: a educação. Agora, ele já faz planos para o futuro. E sabe qual é? Cursar o mestrado em Harvard. Ainda bem que Allan não acreditou no que lhe disseram quando ele ainda era criança.

About Redação

0 Comments:

Postar um comentário