Filha de Arnaldo Saccomani sobre morte do pai: “Faleceu em meus braços”

 


Produtor musical morreu aos 71 anos de idade na madrugada desta quinta-feira (27)

Thais Saccomani, filha de Arnaldo Saccomani, produtor musical que morreu na madrugada desta quinta-feira (27), falou com Quem sobre os últimos momentos ao lado do pai, que havia completado 71 anos de idade na segunda-feira (24).

“Estava com ele. Faleceu em meus braços. Nesse momento, eu estava cantando uma música que fizemos juntos”, contou a cantora e compositora Thais Saccomani para Quem. Arnaldo também era pai de Julia Saccomani, que falou que o pais teve “uma passagem tranquila com todos os familiares em casa”. O produtor musical estava em tratamento renal há dois meses, passando por hemodiálise. Ele morreu em sua casa em Indaiatuba, cidade do interior de São Paulo.

O velório acontece no Parque do Memorial em Embu das Artes e terá apenas duas horas, das 10h às 12h desta quinta-feira por conta da pandemia do novo coronavírus.

CARREIRA
Saccomani ganhou visibilidade na TV por trabalhos como produtor musical, iniciado nos anos 1960. Ao longo de sua carreira, produziu artistas como Tim Maia (1942-1999), Ronnie Von, Rita Lee e Fábio Jr. No início dos anos 2000, foi compositor de sucessos de grupos de pagode, como Pixote e Os Travessos.

Em 2006, foi contratado pelo SBT para integrar o júri do Ídolos. Depois, participou dos formatos Astros e Qual É o Seu Talento?, na mesma emissora, em que trabalhou por 14 anos. Embora seu contrato com o SBT tenha acabado em janeiro, ele seguiu fazendo participações especiais como jurado do quadro de calouros Dez ou Mil do Programa do Ratinho.

Para o público infantojuvenil, foi produtor e compositor das trilhas de Carrossel (2012), Chiquititas (2013) e Carinha de Anjo (2016). Ele também foi responsável pelos dois álbuns solo de Larissa Manoela, intitulados Com Você (2014) e Além do Tempo (2019).

FONTE: revistaquem.globo.coM

About Redação

0 Comments:

Postar um comentário