Protestos em Oeiras Piauí " Um verdadeiro paradoxo"



Neste dia 14 de Junho de 2019, um pequeno grupo de pessoas saíram às ruas da cidade de Oeiras protestando.
E acompanhando o ato, pude observar que nesses protestos em Oeiras existem uma grande contradição vejamos:

Primeiro: há quase dois meses, um pequeno grupo de professores e alunos do IFIPI (Instituto Federal do Piauí), saíram às ruas em protesto contra os 30% do contingenciamento que foram tirados das universidades para investir na educação básica, porém os protestantes de Oeiras, foram as ruas em dia facultativo protestar, já que a luta era a favor da educação, mas porque tiraram os jovens das salas de aula enquanto deveriam estar aprendendo, por um luta que tinha finalidade ideológica partidária?

Segundo: Mais um protesto foi realizado em dia facultativo que os alunos deveriam estar em sala de aula aprendendo, o que  podíamos ver é que os gritos eram ambíguo, por exemplo: Onde uns gritavam que o governo do estado do Piauí (que eles elegeram no primeiro turno), deveria valorizar os profissionais da educação e a educação, “deixando bem claro que sou a favor que a classe deve ser altamente valorizada”, mas outros com o mesmo microfone gritavam que deveriam lutar contra a aprovação da reforma da previdência.

Resumindo; Tudo seria perfeito se essas pessoas que hoje protestam contra o governo, não fosse na sua maioria, as mesmas que estavam apoiando a campanha do candidato Wellington Dias em 2018, hoje o atual governador, eleito no primeiro turno com maioria avassaladora, sendo o campeão de votos na cidade de Oeiras e entre a classe da educação, e essa mesma turma até subiam em palanque para pedir votos.

Conclusão: o que eles estão reivindicando? O que eles estão querendo mesmo? Quem eles estão apoiando mesmo, a educação? O sistema? Ou a sua profissão?

Você concorda com esses tipos de Protestos?

Texto: Geciano Vieira
Foto: Gvieira







About Geciano Vieira

0 Comments:

Postar um comentário